Carolina Dias
Carolina Dias
Sou Consultora de Imagem e Estilo, Estilista e Designer de estamparia e há alguns anos criei uma marca de roupas românticas e casuais, a Chocolateria, e foi [...]
Conheça
22 DE junho DE 2018

19 Horas No Trem

No final do ano passado fiz uma viagem ao Canadá na companhia da minha mãe. O que mais queríamos era conhecer a parte leste do país e viajar de trem por lá. Quando comecei a pesquisar sobre como é viajar várias horas em um vagão e afins, não encontrei quase nada sobre o assunto. Então conto aqui um pouco da minha experiência com algumas dicas para você que está planejando viajar de trem.

ROTEIRO

Como queríamos muito conhecer a província de Nova Escócia, escolhemos conhecer Halifax, a capital linda que fica  no litoral. Então, voamos SÃO PAULO > TORONTO e TORONTO > HALIFAX e começamos a voltar sentido Toronto (para pegar o voo da volta 16 dias depois) parando nas seguintes cidades:

HALIFAX > QUEBEC CITY >> QUEBEC CITY > MONTREAL >> MONTREAL > OTTAWA >> OTTAWA > TORONTO.

COMPRANDO AS PASSAGENS

Existem dois tipos de viagem para essa rota: econômica e primeira classe - que não tem nada de luxo! A diferença é que a primeira classe tem uma cabine com banheiro privativo (e camas) e a econômica são apenas poltronas convencionais. Como essa viagem duraria 19 horas, optamos pela cabine. Você pode comprar as passagens e verificar diferenças de preço e afins direto através do site da Via Rail Canada.

EMBARQUE

O check-in é feito assim que você chega na estação e consiste apenas em despachar a mala no setor indicado e aguardar o embarque. Antes do embarque, esperamos em uma sala especial onde a companhia oferece wifi e café (daqueles enormes para viagem) e é bem self-service, você pode pegar os copos e "temperar" o café do seu jeito. Na hora de embarcar os funcionários perguntam a que horas você prefere seu almoço. Atenção pois existem 3 horários pra dar conta da demanda no vagão-restaurante. O trem partiria 13h00 e o primeiro horário era 13h30, imagine que o segundo horário era somente 14h30. Então, se você é esfomeada como eu, escolha o primeiro horário. :D

CABINE

Fomos bem recebidas com intruções e informações de um funcionário (existe um para cada cabine e é tudo muito organizado). Ele que nos explicou o horário das refeições e a que horas deveríamos colocar na porta um aviso de "arrume a cama". Dentro da nossa cabine fomos recebidas com água, brindes da Via Rail Canadá (broche e caneta). Durante o dia são poltronas, mas em determinado horário da noite eles arrumam a cama e ela vira uma beliche. É tudo bem pequeno e apertado mas super diferente! E mesmo com o trem chacoalhando é possível dormir bem.

Dentro da nossa cabine

O TREM

Possui vagões de passageiros (apenas poltronas) na parte da frente, no meio tem o vagão-restaurante seguido pelo vagão-lounge onde tem wifi; mais vagões de passageiros (em cabines); e o último vagão é um lounge somente para quem tem bilhete-cabine e logo acima existe uma parte panorâmica onde dá pra ver a paisagem incrível de dia e as estrelas (e a lua cheia !!!) durante a noite.

Os corredores são super estreitos e para chegar ao vagão-restaurante era preciso caminhar por 6 vagões e para o vagão-lounge-panorâmico caminhar por 8 vagões até o final do trem. Com o trem em movimento essas idas e vindas não são tão confortáveis se você sente enjoo ou algo assim. Não senti nadinha pois fui preparada para a aventura e tudo que eu queria era ficar explorando o trem.

Veja se não vale a pena com uma vista dessas? Em Outubro é outono e o Canadá fica repleto de cores de suas mapple leafs (aquela folha da bandeira canadense). É um espetáculo a parte, recomendo muito escolher essa época para esse passeio.

A VIAGEM

O trem partiu de Halifax 13h00 com destino a Quebec City e expectativa de chegada 06h30 da manhã. No outono escurece às 18h00 então teríamos das 13h00 as 18h00 para aproveitar a vista. Então, decidimos ficar o mínimo possível na cabine, almoçar e ir para o vagão-panorâmico.

Durante a viagem eles contam curiosidades históricas sobre o Canadá. O que mais adorei foi o comportamento das pessoas e o silêncio dentro do trem. Durante o almoço conversei com uma canadense que fazia essa viagem 1 vez por mês pra visitar a família e ela disse que pra ela a viagem era uma meditação. E realmente foi assim que me senti.

E essas cores?

A COMIDA

Me surpreendi! O almoço e a janta têm os menus estilo avião, porém as opções são muito mais interessantes. Com entrada, prato principal e sobremesa além de bebidas (como água, leite, chá e café).

A CHEGADA

Ao comprar a passagem desse trecho em específico, percebe-se que há um translado de 15 minutos de uma estação a outra. Mas é tudo tão organizado que ao chegar já te direcionam para o transporte que te levará a linda Gare du Palais, a estação central.

Gare du Palais

ALGUMAS DICAS QUE FAZEM A DIFERENÇA

- Viajar leve é tudo que você precisa. Optamos por levar apenas uma mala média e uma mochila e foi a melhor escolha.

- Não adianta entupir a mochila, use com sabedoria! Use para carregar lanchinhos rápidos e documentos importantes que precisam estar sempre a mão.

- Tecnologia facilita muito, mas carregue o plano B: pastinha com passagens, reservas e tickets impressos.

- Guarde os tickets de confirmação da compra de passagem(online e/ou offline), serão as entradas no trem.

 

❤  Gostaram?! Dúvidas, deixe nos comentários, vou adorar responder! :)

❤ Para quem gosta de aventuras, também existe o trem que cruza o Canadá de leste a oeste! Mais infos em viarail.com 

Carolina Dias é Consultora de Imagem e Estilo, Estilista e Designer de estamparia , atende mulheres de todo o Brasil através de seu Método de Consultoria Presencial e também Online inspirando-as a serem autênticas através de suas próprias essências! Também cria estampas para marcas femininas e para sua própria marca de peças de estamparia exclusiva, a Chocolateria. Criou esse blog para compartilhar inspirações e responder dúvidas que recebe, com a intenção de direcionar quem procura saber como se vestir nas mais variadas ocasiões.

 

 

Deixe seu comentário! :)